Conheça as melhores práticas de segurança da informação


Melhores práticas de segurança da informação

Dificilmente se encontra uma empresa que não use a tecnologia da informação. Ela já dominou a maior parte das atividades principais e de apoio das organizações. Com ela, todas as atividades são facilitadas e o desempenho organizacional otimizado.


O lado negativo é: sempre vão surgir pessoas que se especializam no uso da TI de forma maliciosa e prejudicial. Por isso, profissionais habilitados para administrar sistemas e proteger informações são cada vez mais necessários.


Esses profissionais estabelecerão políticas de segurança para as empresas. Algumas delas já são velhas conhecidas da maioria das empresas. Porém, nunca é demais relembrar algumas das boas práticas de segurança da informação. É o que você verá neste artigo.


Atualizações


Já que os mal-intencionados sempre se reinventam, quem tem a missão de proteger dados não pode ficar para trás. Eles precisam providenciar as atualizações para sistemas operacionais e outros tipos de software.


O foco dos programas maliciosos são possíveis falhas de segurança nos sistemas empresariais. Assim, as atualizações geralmente corrigem esses problemas. Basta que a equipe de TI fique atenta aos novos patches e aplique-os o quanto antes.


Backups


As utilidades dos backups são muitas. Mas as principais são manter uma cópia das informações em caso de ataques cibernéticos ou falha humana. As cópias de segurança se dividem em vários tipos, mas os principais são o backup full e o incremental.


O full faz uma cópia completa e fiel aos dados originais e o incremental adiciona novas informações às cópias que já existem. O armazenamento pode ser em discos externos ou storages, equipamentos que permitem que os dados fiquem disponíveis aos usuários.


Outra forma de armazenar cópias de segurança é na nuvem. O ICMP Cloud Backup é uma das principais ferramentas de backup em nuvem do mercado.


Leia também: Diferença entre armazenamento e backup em nuvem.


Restrições de acesso


Permitir que todos os colaboradores tenham acesso a quaisquer dados da empresa pode ser um problema. Pode ser que um deles se descuide ou não entenda a confidencialidade de certa informação. Por isso, a gestão de TI, ao elaborar as políticas de segurança, defina quem pode ou não ter acesso a certos dados e atribuir permissões para cada usuário ou grupo de usuários.


Orientações aos colaboradores


Treinamentos e palestras podem dar bons resultados quanto a criar uma cultura de segurança de dados na empresa. Os colaboradores devem ser instruídos a não acessar links e e-mails suspeitos, fazer uploads e downloads não autorizados, como de programas piratas, por exemplo. A equipe de gestão de TI deve ficar encarregada de promover essas reuniões para orientação quanto ao uso consciente dos recursos tecnológicos.


Recursos físicos


O uso de senhas ainda é eficaz em boa parte dos casos. Porém, uma ferramenta mais atual, difícil de burlar e que é de grande valia é a biometria, que tem como característica a liberar acesso à informação com base em características físicas do usuário. O uso de senhas físicas na porta da sala de servidores também é recomendável.


Uma boa gestão de TI se faz com pessoas qualificadas e ferramentas eficazes. Nós temos a experiência e recursos para manter sua empresa 100% segura. Acesse nosso site e conheça nossas soluções.

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo