top of page

Alocação de recurso, terceirização ou consultoria de TI

Atualizado: 16 de fev.



Diferenças entre alocação de recurso, terceirização de TI e consultoria de TI


Alocação de recursos (Body shop)

O mercado de Tecnologia da Informação recebe novas soluções e conceitos a todo momento; pois está área está em constante evolução. Diante desse fato, as empresas precisam formar equipes de TI com profissionais altamente qualificados e atualizados. No entanto, isso tem um elevado custo, o que a maioria das empresas não está disposta a investir.

Nasce então a prática do Body Shop. A grosso modo, trata-se da alocação de profissionais em clientes para executar tarefas específicas no departamento de TI. Muitas empresas já enxergam na alocação de recursos de TI uma maneira de levar conhecimento e novidades deste mercado sem precisar gastar muito.

Mas a alocação de recursos vai muito além de uma prática de enxugar despesas. Trata-se, também de uma estratégia para implementar uma nova solução de TI na empresa, ao mesmo tempo em que este profissional alocado prepara um permanente para dar sustentação à nova tecnologia.

Algumas das vantagens da alocação de recursos são:

  • Elimina o passo de recrutamento de profissionais

  • É uma excelente alternativa para projetos e necessidades pontuais

  • Reduz custos e encargo de contratação e principalmente demissões

  • Pode acompanhar a demanda de atividades do seu negócio

  • Proporciona acesso a profissionais especializados em determinadas funções

Terceirização de TI (Outsourcing de TI)

Outsourcing é um termo inglês muito empregado no mundo dos negócios para definir terceirização. Trata-se do processo em que uma organização contrata outra para desempenhar determinada função. Qualquer serviço que a empresa contratante não tenha expertise ou infraestrutura para executar, mas cujos serviços sejam necessários ao seu funcionamento, podem ser atribuídos a uma corporação especializada.

Se há alguns anos, o outsourcing limitava-se a serviços afastados do negócio vital da empresa, atualmente o lema predominante entre os empreendedores é “concentre-se no que faz de melhor e deixe o restante para especialistas”.

O outsourcing de TI proporciona diversas vantagens, por isso é considerado uma das ferramentas mais importantes da gestão empresarial. A subcontratação de serviços pode aumentar significativamente a rentabilidade da organização contratante por uma série de fatores. O principal deles é a maior disponibilização de especialistas e tecnologias que não existem na organização sem necessidade de grandes gastos. Isso permite melhor controle dos custos.


Leia também: Razões pelas quais atualizações de software são importantes

Consultoria de TI

Uma consultoria de TI é um serviço que envolve o fornecimento de conhecimentos, competências profissionais e aconselhamento especializado à gestão da tecnologia da informação. Um serviço que visa melhorar o desempenho do departamento de tecnologia como um todo, ou em algum aspecto específico, por meio da aplicação de know-how de uma equipe externa.

Normalmente, a atuação das consultorias de TI se dá em aspectos altamente especializados e que demandem um projeto temporário. Assim, a contratação do serviço de consultoria é justificada pela não necessidade de contratar um time fixo para a realização do projeto.

No entanto, é muito comum contratar uma consultoria para prestar suporte permanente ao gestor de TI. Este tipo de contrato é muito benéfico para a empresa, que pode contar com os melhores profissionais do mercado sem ter de manter um vínculo direto com tais colaboradores.

Diferença entre Outsourcing e Body Shop

Por mais que sejam parecidos, os serviços Outsourcing e Body Shop apresentam certas diferenças. Enquanto, outsourcing é sinônimo de terceirização, podemos afirmar que Body Shop é a alocação de profissionais competente de uma empresa de TI para um cliente específico por um tempo pré-determinado. Aqui, a contratação de um funcionário competente se dá pelas horas em que ele trabalhará no cliente.

A princípio, o escopo do trabalho não está definido durante a contratação do profissional, como acontece no Outsourcing. Nesse sentido, o funcionário alocado é gerenciado exclusivamente pelo cliente durante todo o período de contratação. Embora isso aconteça, a empresa contratante não cria nenhum vínculo empregatício com o profissional alocado.

Em resumo, o cliente determina à empresa provedora dos funcionários quais são os requisitos técnicos necessários para o projeto em questão. Entre os profissionais, podemos citar programadores, arquiteto de sistemas, consultores funcionais, gerentes de projetos ou analistas de telecom.

Seja qual for a sua necessidade, a ICMP Consultoria em TI pode lhe atender da melhor forma e agregar muito ao seu time.

559 visualizações

Artigos por categoria

Receba nossa newsletter

Agradecemos sua inscrição!

LinkedIn
Facebook
YouTube
Feed RSS
Perfil oficial no Instagram
Promoção Bitdefender
Licenças Microsoft
Simples IP VoIP
bottom of page