Como escolher um nobreak para sua empresa


Como escolher o nobreak adequado para sua empresa


Na hora de escolher um nobreak, nem sempre é fácil entender qual o melhor modelo para o seu negócio.

Existem diversos modelos e linhas específicas que podem dificultar sua vida na hora da escolha do produto. Por esse motivo criamos esse artigo para você não errar na hora da compra.

Qual nobreak devo escolher?

A primeira coisa que você precisa saber é o que estará conectado no nobreak, assim, dependendo do que será ligado nele, é necessário um modelo ou uma potência diferente.

Existem no mercado três tipos: semi senoidais, senoidais e dupla conversão, também conhecidos como nobreaks online. Assim, cada um deles possui uma aplicação específica, que dependerá da carga instalada no nobreak.

Nobreaks semi senoidais

São aqueles que possuem uma forma de onda quadrada, indicados para equipamentos com fonte chaveada, ou seja, desktops, periféricos de informática simples, wi-fi, modens, switches, sistemas de alarme, sistemas de CFTV e monitoramento, entre outros.

Nobreaks senoidais

Produzem uma forma de onda pura, idêntica à da rede elétrica. Portanto, são indicados para todos os aparelhos, inclusive os mais sofisticados, que necessitam de um formado de onda perfeito, como PCs Gamers, Smart TVs, eletros que possuem motores (indutores) e cargas resistivas (lâmpadas). Os nobreaks senoidais também são indicados para todos os tipos de automatizações residenciais e comerciais.

Nobreaks dupla conversão (online)

São destinados a equipamentos muito sensíveis às oscilações de energia e que não podem sentir a comutação existente nos nobreaks semi senoidais e senoidais. O modelo de dupla conversão, também conhecido como online, é indicado para grandes servidores, plotters e aparelhos que necessitam de uma proteção ainda maior.


Leia também: Porque terceirizar seu departamento de TI?

Qual a carga certa para o meu nobreak?

Para saber a potência que você precisa, é necessário saber a carga certa que o nobreak suportará. Carga é tudo aquilo que alimentamos através do nobreak. Se colocarmos mais carga do que o nobreak aguenta, por exemplo, pode-se ter um problema com sobrecarga ou até mesmo danificar o nobreak, fazendo-o funcionar por pouco tempo quando há uma queda de energia.

Para explicar melhor essa relação e ajudá-lo a utilizar seu nobreak com mais segurança, precisamos recapitular alguns conceitos-chave.

Entenda o que é potência

Para que um aparelho elétrico funcione, ele precisa receber uma determinada quantidade de energia, essa quantidade de energia utilizada para o funcionamento desse equipamento é a potência. É importante ficar de olho neste número, pois quanto maior a potência, maior será sua conta de luz – e mais robusto seu projeto elétrico precisa ser!

A influência da potência no funcionamento dos nobreaks

Além de proteção, uma das funções de um nobreak é fornecer energia ininterrupta aos equipamentos, garantindo um tempo de autonomia quando temos quedas na rede elétrica. Isso significa uma relação direta entre a potência dos aparelhos e o trabalho demandado do nobreak para que este funcione corretamente.

Que cargas podemos conectar ao nobreak sem sobrecarregá-lo?

Carga é tudo aquilo que alimentamos através do nobreak. Computadores, impressoras, servidores, switches e roteadores são exemplos de aparelhos que podem ser conectadas a um nobreak – desde que suas cargas não ultrapassem a capacidade de potência em watts determinada para o modelo.

A sobrecarga – ou potência em excesso – pode danificar o nobreak ou fazê-lo funcionar por pouco tempo quando há uma queda de energia. Muitos fabricantes de nobreaks adicionam sensores que monitoram a carga conectada e avisam quando há excesso.

É recomendado que os nobreaks trabalhem no máximo a 80% da sua capacidade. Para fazer o dimensionamento das cargas que serão conectadas, some as potências de todos os aparelhos e deixe uma margem de reserva de pelo menos 20% em relação a potência máxima do nobreak, para que ele opere com maior segurança.

Quanto tempo um nobreak precisa ficar ligado caso acabe a energia?

Essa é uma parte essencial na hora da escolha de um nobreak. Sendo assim, saber quanto tempo o seu equipamento precisa ficar ligado em caso de queda de energia define a escolha da bateria. Atualmente, os tipos mais comuns de baterias utilizadas em nobreaks são as baterias selada e estacionária.

Baterias Seladas

A bateria selada é um modelo que não tem perigo de vazamento do seu eletrólito, permitindo o seu transporte em várias posições, assim, é mais fácil realizar sua instalação. As aplicações das baterias estão inseridas nas mais diversas áreas da tecnologia, como computadores, equipamentos fotográficos, equipamentos de iluminação, ferramentas elétricas, inversores solar e etc. Em nobreaks também se destacam pela facilidade do transporte permitindo que saiam de fábrica instaladas internamente nos gabinetes.

Baterias Estacionarias


A bateria estacionária é ótima na questão de autonomia. Contudo, o seu transporte obrigatoriamente deve ser feito fora do equipamento e a instalação deverá ser realizada no local em que o equipamento ficará. Baterias estacionarias apresentam alta capacidade de acúmulo de carga, qualidade e tecnologia e melhor desempenho quando expostas a altas temperaturas (seu eletrólito em forma fluida permite melhor dissipação térmica). Além dessas características, se destacam também por serem livres de manutenção (não é necessário adicionar água).

Alguns fabricantes de nobreaks possuem em seus sites calculadoras praticas para ajudar o consumidor na escolha do modelo certo para o uso empresarial, mas é preciso atenção e não deixar nenhum equipamento que será conectado a ele de fora da conta.

Se sua empresa possui um time de suporte de TI a sua vida pode ficar mais fácil, seu time já deve ter experiencia nos cálculos e na escolha de nobreaks, mas caso você ainda não conte com profissionais de TI na sua equipe, contrate o suporte técnico de TI especializado da ICMP Consultoria em TI, podemos lhe auxiliar nessa escolha em muitos outros assuntos da TI corporativa.

Receba nossas novidades por e-mail

© Desde 2016 por ICMP Consultoria em TI. CNPJ: 25.357.501/0001-50