6 dúvidas comuns sobre segurança na nuvem


Segurança na nuvem

A segurança na nuvem é um tema muito discutido atualmente. Afinal, ocorreu uma adoção em massa nos últimos anos, devido à praticidade desses serviços.


No entanto, diversas empresas ainda ficam preocupadas com essa tecnologia. Os dados não estão na empresa, e isso causa um certo “mal-estar” nos gestores, ainda mais quando o negócio tem informações sensíveis sob sua posse.


Neste conteúdo, vamos responder às 6 dúvidas mais comuns sobre segurança na nuvem. Confira!


1. Como a confidencialidade das informações é mantida na nuvem?


Todas as informações enviadas para a nuvem passam por criptografia. Ou seja, é como se as informações fossem embaralhadas em um certo padrão, ficando ilegível para quem não possui a chave certa para realizar a decriptação.


Além disso, os provedores também oferecem relatórios de auditoria, informando quem, quando e de onde os dados da empresa foram acessados.


2. A segurança na nuvem é somente da responsabilidade do provedor?


De forma alguma. Antes de mais nada, devemos ter em mente que o armazenamento remoto é equivalente ao armazenamento local. Ou seja, deve-se ter cuidado com a forma como as informações são acessadas para evitar invasões.


Os colaboradores que têm acesso à nuvem precisam ter muito cuidado. Seguir boas práticas é fundamental, e uma das mais importantes é fazer o acesso através de equipamentos seguros.


3. Quais cuidados tomar quando falamos de armazenamento em nuvem?


O primeiro cuidado, sem dúvidas, é escolher um provedor confiável para sua empresa. Afinal, boa parte do trabalho de segurança será praticado por ele.


Em segundo, temos o treinamento dos colaboradores. Do ponto de vista estatístico, a maior parte das invasões ocorrem através dos funcionários da empresa - tendo em vista a grande segurança da nuvem.


Por fim, usar senhas fortes e sistemas de monitoramento garantem um armazenamento seguro de informações.


Leia também: Os benefícios do backup em nuvem para empresas


4. Como os provedores lidam com emergências?


Incêndios, inundações e terremotos podem acontecer, e essas emergências facilmente destroem os dados da organização.


Todavia, os provedores de nuvem promovem a segurança contra esses eventos através de um método inteligente: os dados ficam armazenados em diversos servidores, os quais estão longe um do outro.


Portanto, é muito difícil perder dados devido a problemas dessa natureza.


5. Preciso me preocupar com ataques DDoS na nuvem?


Um ataque DDoS pode deixar servidores inutilizáveis por muito tempo. E para piorar, é uma modalidade de ataque bastante difícil de ser evitada - e que pode atingir qualquer servidor.


No entanto, mesmo nessas condições, a segurança na nuvem ainda é maior que a dos servidores locais. A razão disso é que, por serem empresas especializadas nesse assunto, há investimentos recorrentes para evitar ataques desse tipo.


6. Como os computadores da empresa pesam na segurança na nuvem?


Como foi mencionado anteriormente, a segurança na nuvem depende dos dispositivos que fazem conexão com os servidores remotos. Portanto, os computadores da empresa pesam muito.


Os computadores corporativos precisam ser atualizados de forma recorrente, devem possuir um bom antivírus gerenciado. Além disso, eles devem atender certos requisitos mínimos para desempenharem bem seus papéis.


O armazenamento em nuvem é uma ótima solução para empresas que não querem (ou não podem) investir muito em TI.


Com certeza é uma ótima alternativa para pequenas e médias empresas! Conte o nosso time para avaliar o seu cenário, fale conosco.

33 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo