Conheça os principais tipos de backup

Atualizado: Jun 8


Em organizações de todo o porte, o backup dos dados é de extrema importância uma vez que a perda de alguma informação pode comprometer a continuidade do negócio.


Uma boa gestão de dados é essencial para as empresas. Informações bem utilizadas representam um diferencial competitivo e aquelas que não as protegem de forma adequada podem ser surpreendidas negativamente.


E uma das ações mais importantes neste aspecto é a realização de backups periódicos e sistemáticos, garantindo que não se percam informações essenciais e pertinentes para as rotinas empresariais.

O termo backup tornou-se sinônimo de proteção de dados ao longo das últimas décadas e pode ser realizado através de vários métodos. Utilizar um tipo de backup inadequado pode resultar em grandes janelas de backup, gasto excessivo com o trabalho operacional e alto risco da perda dos dados. Um tipo de backup adequado é aquele que pode garantir ao máximo a segurança dos dados e adequar-se aos objetivos da organização. Isso implica dizer que não há uma regra fixa de qual tipo de backup é melhor, pois depende da complexidade e necessidades de cada ambiente.

Quando lidamos com tecnologia, embora já existam muitos sistemas de segurança da informação para que não haja perda de arquivos, ainda corremos alguns riscos. Por isso, para evitar que documentos, pastas e configurações importantes sejam perdidas, é essencial apostar em um dos tipos de backup listados nesse post e realizá-lo periodicamente.


Leia também: 4 táticas para planos de recuperação de desastres.


Quais são os tipos de backup que existem?

Para que tenha o máximo de segurança em relação aos seus arquivos, você precisará traçar uma rotina para suas cópias. Isso significa que o melhor a se fazer é combinar os principais tipos de backup existentes em séries periódicas de realização. Conheça os principais modos de realizar o procedimento:

Backup completo

Como o próprio nome diz, o backup completo refere-se ao procedimento que copia todos os dados e os armazena em outro local, seja ele fita, disco ou backup em nuvem. A reprodução dos arquivos é 100% fiel e a chance de perda é quase impossível com um Disaster Recovery bem estruturado.

Se uma organização possui a política de realizar backup todos os dias, todos os dados serão copiados diariamente, independente de terem sido modificados ou não.

Logicamente, entre os tipos de backup descritos aqui, o completo é o que demanda mais espaço de armazenamento, pois envolve a transferência de todo o conteúdo. Por essa razão, também, demora mais para ser completado. O ideal é que seja feito uma vez por semana.

A principal vantagem de realizar um backup completo durante cada operação é que uma cópia completa de todos os dados está disponível em um único conjunto de mídia. Isso resulta em uma possibilidade maior recuperar os dados íntegros, menor complexidade da operação de recuperação e o menor tempo para recuperar os dados.

Backup incremental

É chamado de backup incremental a cópia de segurança que registra somente as últimas modificações em relação ao último processo de backup. É vantajoso, principalmente, por ser o tipo mais rápido de backup e também por ocupar menos espaço no armazenamento do servidor. O último backup pode ser um backup completo, diferencial ou incremental. Um backup completo é realizado inicialmente e nos backups subsequentes são copiados apenas os dados alterados ou criados desde o último backup.

Caso seja necessário fazer uma restauração de dados de um ou dois dias e até mesmo da semana, ele oferece o menor tempo para realização do procedimento, porém é mais complexo e exige atenção para ser feita.

Já no caso da necessidade de uma recuperação total de dados um procedimento mais complexo e potencialmente mais lento é exigido, já que o último backup completo deve ser recuperado e, em seguida, os dados incrementais de cada dia até o momento da falha.

Leia também: O que é hiperconvergência?


Backup diferencial

A operação de backup diferencial é semelhante a um incremental na primeira vez em que é realizada, na medida em que irá copiar todos os dados alterados desde o backup anterior. No entanto, cada vez que é executado após o primeiro backup, serão copiados todos os dados alterados desde o backup completo anterior e não com relação ao último backup. Sua função é gerar duplicatas de segurança daquilo que foi alterado desde o último backup completo realizado. Sendo assim, ele invariavelmente acaba por armazenar mais dados do que o incremental.

Um backup diferencial é mais fácil de recuperar, o que garante, em tese, um pouco a mais de segurança dos dados e reduz a chance de perdas. Em relação ao tempo gasto para o procedimento, ele é o intermediário entre os três tipos de backup listados aqui e a recuperação dos dados tende a ser mais rápida do que o backup incremental já que só é necessário o último backup diferencial e o último backup completo, enquanto o incremental necessita de todos os incrementais e o último backup completo.

Há ainda outras formas de backups que incluem backup de estado de máquinas, servidores e máquinas em ambientes virtualizados, mas esse tema será abordado em outra postagem.

Considerações

Na maioria dos cenários, principalmente em pequenas e médias empresas a combinação dos tipos de backup completo e incremental é a melhor opção, pois haverá um backup completo por semana e backups de novos arquivos e arquivos modificados diariamente. Com essa combinação sempre haverá condições para recuperar todos os dados ou somente dados de um dia específico.

Há inúmeras ferramentas no mercado, incluindo ferramentas Open Source que gerenciam da melhor forma possível os backups, agindo desde a execução dos backups, recuperação e também exclusão dos backups mais antigos, garantindo espaço para pelo menos um próximo backup.

Contrate uma empresa de TI expert em administrar, gerenciar e prestar suporte a usuários em redes de terceiros para elevar a qualidade do seu departamento de TI, conte com a ICMP Consultoria em TI, fale com um de nossos consultores e obtenha um orçamento sem compromisso.

Receba nossas novidades por e-mail

© Desde 2016 por ICMP Consultoria em TI. CNPJ: 25.357.501/0001-50